sábado, 4 de maio de 2013

LOLA BENVENUTTI... preparado para ela?

Prazer... (muito)...! Lola!!!
De repente você cruza com ela, em um lugar qualquer. Provavelmente, na bela São Carlos... quem sabe...
Ela é uma menina de 21 anos, pele branca, cheia de tattoos, um corpo incrível e sorriso cativante. Na primeira conversa, você já saca que se trata de uma mulher com formação e educação bem acima da média. Logo você descobre que é universitária, e domina mais de um idioma... só pra começar...
E então você pergunta o que ela faz. “Acompanhante”,  responde, sem perder o sorriso nem baixar o tom de voz.
E você (idiota), cola as placas: “Acompanhante..? Tipo... garota de programa... prostituta...?” "A hooker?"
Não interessa o nome que você dê. Ou o que imbecis de mente estreita possam dizer. LOLA BENVENUTTI é muito, muito bem resolvida com o que faz. Ela vive do sexo, ela ama o sexo, e ela é mais do que boa no que faz. E, a cada dia, soma mais soldados em seu exército de fãs – gente de todas as idades, orientações sexuais, profissões, níveis culturais. 
Em um planeta cheio de “wannabes”, imbecis com dinheiro e poder que ditam regras, gente que saiu diretamente da Idade Média e quer que o mundo viva exatamente da maneira que eles, seus líderes, suas religiões e crenças sem sentido acham correto... Pior: em um país que ainda critica a prostituição, mas acha lindo quando uma adolescente sonha em ser “estrela de reality show”, “assistente de palco”, ou mais uma piriguete que dedica cada gota de suor para fazer a dança do acasalamento com algum “famoso” (serve jogador, sertanejo, pagodeiro, funkeiro, político...), eis que surge Lola – uma mulher que faz o que gosta, fala abertamente do que faz, e assim acaba integrando um grupo seleto e cada vez menor de pessoas realmente honestas e bem resolvidas. 

Chamamos Lola para um papo. E você vai conferir um pouco mais de suas ideias. Warning: Esqueça “aquela garota de programa (feia pacas) que ficou famosa com um blog e um livro”. Você, nosso colega de papo, certamente vai se apaixonar por essa menina. Quanto aos acéfalos que, por acidente, acabaram caindo aqui, e vão achar um absurdo, dizer isso e aquilo: fiquem espertos! Pensem no que vocês fazem em segredo, no que seus/suas parceiros/as devem estar fazendo em segredo, e principalmente no que vocês não fazem – mas morrem de vontade de fazer, escondidos na sua mentalidade covarde e preconceituosa.
Lola não esconde nada. Ela não é uma visão inacessível de programas de TV. Ela existe, é real, e você pode conferir tudo ao vivo, caso queira. A gente vai contar como. Mas antes.... Lola por Lola: (ah, os comentários em vermelho são nossos...)

C'n'R: Queremos saber primeiro da sua aparência. Quando e por que começou a sua transformação nessa cyber pin-up ? Qual foi sua primeira tattoo? Quantas já são? Vem mais por aí?
LOLA: Bem, meu estilo agrega várias referências, desde o gótico até o mainstream. Comecei a ouvir Rock n' Roll por volta dos 12 anos e é claro que isso me influenciou. Eu queria usar preto, couro e ser sexy... rs. Tive uma fase gótica por um tempo e depois fui incorporando outras referências: o vintage, o punk, etc. Minha primeira tattoo foi aos 14 anos, escondida dos meus pais. Foi super importante pra mim por representar meu ideal de liberdade: o sonho de ter minha própria HD. Pelas minhas contas, são 15 no total e com certeza outras virão rs. (((Aos 14 ela já queria uma Harley... cool!)))

Uma Boulevard? 
C'n'R: Sua maior qualidade é viver em paz com suas opções. O que você pensa quando vê alguém te criticar e, ao mesmo tempo, achar lindo ver uma piriguete correndo atrás de jogador de futebol, pagodeiro, sertanejo?
LOLA: Hahah Pra ser bem sincera, nem leio as críticas. Felizmente, as notícias têm me valorizado e isso já me deixa muito satisfeita. Recebo um montão de emails, ligações e mensagens de pessoas mega especiais, me elogiando. Pra que me concentrar no lado negativo, com tanta gente legal me apoiando? (((haters gonna hate!))) 
Quando ainda era Gabriela, mas já nutria o tesão pelas Harleys!


C'nR:  As meninas de ontem queriam ser professoras, médicas. Hoje querem ser "assistentes de palco" e "estrelas de Reality show". Você, como parte da minoria universitária, que, além do corpo, usa a cabeça, o que acha? 
LOLA: Bem, se eu dissesse que acho ridículo, estaria me comportando igual às pessoas que dizem que sou amaldiçoada pelo diabo e etc  porque escolhi o caminho de Satã rs. Penso que se elas se sentem bem, é o que importa. Entretanto, acredito que seja importante ter um plano B...outras opções, afinal, beleza não é eterna. Para mim, estudar foi importante, mas há pessoas que simplesmente não gostam de estudar, não fizeram faculdade e se dão super bem no trabalho. Existem casos e casos... (((caminho de Satã? Opa, tamo junto!!!)))

C'n'R:  Vamos falar direto ao nosso público. Qual a sua experiência com aqueles meninos de 30 e muitos, 40... que não se enquadram no "igual a todo mundo", e continuam se tatuando, curtindo som pesado, praticando esportes radicais..? Fala a verdade, você ainda chama de "tio"..? 
LOLA: hhahaa Eu SEMPRE gostei de homens mais velhos. O jeito, o charme, a voz...não sei explicar. Coisa de Lolita mesmo. Tanto que meus namorados sempre foram bem mais velhos que eu. Gostando de motos e rock n roll então, perfeito haha. (((OK, people - haters gonna hate, mas o fato é que WE FUCKING ROCK!)))

C'n'R: Querendo ou não, você acabou levantando uma bandeira. Logo hoje em dia, em que a "inquisição" voltou com tudo, dinamitando as orientações sexuais, os relacionamentos não convencionais, e tudo que não seja exatamente como há 50 anos atrás (no mínimo...). Você toparia um cargo político, para poder usar o que sabe e pensa para combater esse ranço reacionário?
LOLA: Nossa, nunca pensei nisso rs. Pra falar a verdade, eu nem sonhava que o blog suscitaria tanta discussão. Afinal, era uma maneira de registrar minhas memórias e mostrar um pouco mais quem é a Lola. Entretanto, fiquei MUITO feliz com a repercussão positiva e dos emails dizendo que sou corajosa e que as pessoas me admiram pela postura. Eu espero que minha voz continue ecoando e que eu possa contribuir para que esses preconceitos e estereótipos tão injustos caiam por terra. (((neste país? ah, demora....)))

C'n'R: Agora, com toda a sinceridade. Que tipo de música você curte? (vamos fingir que está tudo bem se não for Rock...)
LOLA: Eu gosto muito das musas do jazz: Nina Simone, Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan e Etta James. Entretanto, é óbvio que tem lugar no meu coração pro Rock...ouço muito Van Halen, AC/DC, Black Sabbath, DIO, Black Label Society, Janis, Hendrix, Led...nossa, uma porrada de coisas. Um blues, sambinha e mpb também caem bem haha (sinto decepcioná-los). (((vamos deliberar se conseguimos ou não relevar esse detalhe...))) 

C'n'R: Lola, agradecemos muito você ter aparecido por aqui. Any last words..?
LOLA: Gostaria de agradecer a oportunidade de escrever para um blog tão legal, com organizadores tão educados e gentis. Espero que tenham gostado =)
Tá... quando se cansar de apreciar, repara na tattoo "old school" da HD !
Bom, vocês conheceram um pouco mais do que vai pela cabeça da Lola, que já está virando febre na internet. MAS... não é tudo... você pode saber muito mais dela em links como esses:

E... melhor ainda, você pode ter um contato direto com ela. Tão direto quanto possível. Fotos, fatos...Corre lá e seja feliz, meu/minha amigo/a!!!:





música para reflexão: "Lola", dos Kinks (óbvio...)





22 comentários:

2rodas disse...

Não conhecia a Lola. Agora já pesquisei todos os sites que falam dela e já li o blog quase todo.
Eu definiria assim: linda, gostosa, inteligente E DIFERENTE do que a mídia está empurrando na gente todo dia.
Não tem silicone, não tem coxa de jogador de futebol, não tem aquele bronzeado cor de abóbora. Curvas naturais, tatuagens pra lá de excitantes, e classe.
Quem não teria orgulho de chegar para os amigos abraçado com uma gata dessas?
LOLA VOCÊ È 10!
(escrevi no seu blog, quando der pra responder?)

beijo do seu mais novo fã

Jonas J.J disse...

Não conhecia a Lola. Agora já pesquisei todos os sites que falam dela e já li o blog quase todo.
Eu definiria assim: linda, gostosa, inteligente E DIFERENTE do que a mídia está empurrando na gente todo dia.
Não tem silicone, não tem coxa de jogador de futebol, não tem aquele bronzeado cor de abóbora. Curvas naturais, tatuagens pra lá de excitantes, e classe.
Quem não teria orgulho de chegar para os amigos abraçado com uma gata dessas?LOLA VOCÊ È 10!
(escrevi no seu blog, quando der pra responder?)
beijo do seu mais novo fã

Anônimo disse...

Como mulher eu não teria a coragem de fazer o que a Lola faz.
Por isso mesmo admiro muito a coragem e raça dessa mulher.

Anônimo disse...

A pergunta que não quer calar: Vc conheceu a Lola pessoalmente???? rs Parabéns pelo post e pelo excelente blog.

Conservado no ROCK disse...

ô, querido/a anônimo/a...

Na verdade, essa matéria foi escrita por um, a entrevista compilada por outro, enquanto outro garimpava artigos sobre a Lola na mídia (como vc sabe, somos um bando aqui...)
MAS, pelo que me conste, ninguém conheceu a Lola pessoalmente (ainda!).
O que é uma pena, aliás, porque pela troca de emails, com certeza seria ótimo tomar umas com ela (já pensou bobagem né? tsc...tsc...)
Mas controle o ciúmes: aqui tudo é extremamente profissional (epa... a Lola também....hummmm...!)

D disse...

decisao dificil.
se a lola tem parte com satã, quanto cobra uma beata véia que só come o corpo de cristo?
deus mi livre. fujo pro inferno com a lola.
huahuahuahuahuahuahuahua

zé disse...

não eram as meninas do NASHVILLE PUSSY que tinham a mesma profissão?

WILSON disse...

NOSSA,quando conheci a LOLA pessoalmente eu percebi logo que ela tinha um grande talento de virar esse espetáculo de fama no seu blog, porque ela é muito inteligente tanto é que fiz muitos elogios a ela porque é raro uma gata dessa na idade dela ter essa sabedoria incrível"PARABÉNS LINDA"beijos te admiro muito, boa sorte e te desejo muito sucesso mais ainda do que vc ja tem.

Anônimo disse...

Com diploma ou sem diploma
Uma puta é uma puta.

Anônimo disse...

Porra, Lola Benvenutti eh uma puta qualquer, chupa sem camisinha. Deve ta cheia de virus e bacterias. E ainda tem uns tontos que a beijam na boca, ainda sentindo gosto da porra da foda anterior. Ela eh uma baixinha cheia de tatuagens de mau gosto, que deixam o seu corpinho parecido com cortina de sala de cartomante. Nao pago dez reais pelos programas dela.

WILSON disse...

Caraio. Como tem mulher incomodada escrevendo hein? Aí minha tia (ANÔNIMO), eu sei que isso não é comentário de homem. Deixa explicar uma coisa: toda prostituta é prostituta. Elas fazem a mesma coisa. A lola não é diferente. Elas fazem um favor para as senhoras, esposas ruim de trepada, que enchem o saco dos maridos, custam uma fortuna, e fazem um sexo muito do mediano. Uma puta serve para que o homem realize fantasia, ouça elogio mesmo que falso, faça o que quiser, depois paga e vai embora. Fica bem mais barato e gostoso do que ter que encarar a patroa em casa tá ligada? Toda mulher é puta quando quer fisgar um babaca. Quando casa, aí vira esposinha, fica brava se levar um tapa na bunda ou ouvir uma sacanagem. Então não fique zangada, porque essas mulheres é que fazem seu marido sorrir de vez em quando, não esse sexozinho de 15 em 15 dias que a esposa se sacrifica pra fazer, sacou?
Mas como leitor deste blog, eu lhe digo mais: esqueça sua inveja de não ser boa de foda como a lola, e se concentra no assunto: ela é diferente porque GOSTA da coisa. Eu sei que é difícil entender, mas tem mulher que gosta de dar a ponto de virar puta. Além do mais minha senhora, ela achou um tempo pra estudar e quem sabe um dia ela não vai ser professora dos seus filhinhos lindos feitos naquelas trepadinhas de merda? Ou então já está fazendo algo melhor pelo seu marido? Ou a senhora nem conseguiu um ainda?
Tenha paciência, minha senhora. Sexo é bom! Tente aprender a fazer e na próxima vez a senhora pode ser a puta do seu marido. Homem gosta muito fique a senhora sabendo, cara ANÔNIMoA!

Pepe Legal disse...

Porra
Tava acabando de ver estse artigo e vi anunciando a Lola no superpop.
É o CONSERVADO adiantando a notícia??
Demais a entrevista. Foi engraçado ficar a Lola de um lado, uma ex-puta agora pastora de outro, um delegado arregaçando a profissão, e uma procuradora da república defendendo a opção da Lola. E tudo isso no comando da apresentadora, que fez de Lola com o Mick Jager. Hahahahahaha...uma putaria só.
Mas a Lola mandou bem demais nas respostas. É foda mas como disse o WILSON, ninguém aceita mulher que dá porque gosta de dar. Mulher então, nem pensar.
LEGAL DEMAIS. Continuem trazendo esse povo polêmico para falar aqui.
Abço

Anônimo disse...

Lola, sempre linda, simpatica, inteligente e gostosa...admiro a coragem dela, e essas mulherzinhas ai que ficam falando a é "puta",porra se toca no final todas nós somos putas, só nao fazemos isso de maneira tããão aberta!!!
Não vejo nada demais gostar de provar prazeres diferentes,e em contrapartida ganhar dinheiro somos "livres" para fazermos o que quizer, sai dessa hipocrisia barata,menos críticas mais sexo.

Anônimo disse...

Caro Wilson, sabemos que existem algumas mulheres travestidas de esposinhas, e que as maiores das prostitutas sao aquelas apos a separacao, cobrando pensao alimenticia pelas relacoes sexuais anteriores a separacao. Mas nao podemos generalizar. Nem podemos dizer que toda mulher esposa so faz sexo de 15 em 15 dias. Existem as que querem todos os dias e, acredite, com seus proprios maridos. Tem de tudo um pouco. O que nao podemos eh cultuar essa baixinha chupadeira de porra. Ela eh mais uma Geysy Arruda, que pendurou uma melancia no pescoco para aparecer na midia. Mas nao vai durar muito nao. Como disse antes, deve ta cheia de virus e bacterias, considerando os contos dela no blog. Outra coisa: diz que fala um monte de idiomas, mas o ingles dela eh chulo. Deve usar o tradutor do google para escrever aquelas frases sem sentido numa das edicoes do blog dela. Nao sou contra as putas, pois a pior puta que existe eh aquela que cobra pelos programas, nas varas de familia, atraves de pensao alimenticia. Mas Lola nao eh heroina, nem inteligente. Apenas mais uma putinha inflacionando seus programas atraves dos ultimos fatos divulgados na midia. Voce beijaria na boca dela?

Anônimo disse...

Aê minha tia: beijo a boca, beijo tudo, ando de mão dada e apresento como namorada.
A LOLA NÃO TEM METADE DA SUJEIRA QUE UMA PATRICINHA PEGA QUANDO VAI PRA BAHIA DESFILAR NO TRIO. Se liga, namoradinha que não engole o namoradinho acha outra.
Pelo tanto de esposa dos outros que eu já passei na cara, não fui bem eu que chegou em casa e transmitiu para o marido.
Se toca, aprende com ela e guarde essa amargura toda para o psicólogo.
O que a Lola tem que mais incomoda é justamente ser bem resolvida.
A senhora não é, senão estaria achando graça ou ia passar batido na notícia. Só pensar o tanto de mulher que já leu, algumas até comentaram aqui, e só a senhora tá incomodada.
Deixa a Lola cobrar o que quiser. Paga quem pode. E é por programa. Foda é sustentar a rádio-patroa em casa. Coloca no papel o que custa uma esposinha. A puta dá lucro.

Deivid disse...

Aí galera!!!
Acho que vocês estão perdendo o foco da coisa.
Eu confesso que visito sempre este blog porque tem tudo o que eu gosto além de umas charges divertidas. Quando li a reportagem do FELICIANO fiquei achando que ia chover comentários contra e a favor e ninguém se manifestou. Isso sim tem importância, porque o pastor metrossex pode influir nas nossas vidas. Mas ninguém tá nem aí.
Uma prostituta, seja ela bonita ou feia, formada ou analfa, etc. é só mais uma profissional. Ela não comete crime, não atenta contra a integridade física ou a vida de ninguém. Não é um mala com arma na mão, é uma pessoa que ESCOLHEU usar o próprio corpo para o que bem entender. Como faz o acrobata do circo, o esportista. É como fazer uma tatuagem, você é que vai usar o corpo. Se acharem bonito ou feio, não interessa porque o corpo é seu.
Estou lendo muita gente descarregar os próprios ódios por aqui . Por isso o tanto de ANÔNIMO. Isso sim é medíocre.
Nunca estive com uma prostituta, não pagaria um centavo para mulher nenhuma por sexo. Mas não sou contra pelos motivos citados acima. Me incomoda muito mais ser abordado nas ruas de SP por menores infratores e usuários de crack do que prostitutas. Além do mais o que um dos anônimos falou é verdade: mulher que dá pro cara pra pegar barriga e ir pra vara de família pegar o michê. Ou as gostosas que só saem com milionários. A prostituta é menos puta que aquelas velhas do programa "mulheres ricas"
Minha pergunta é: se fosse um HOMEM que estivesse falando que se formou na faculdade e resolveu ser ator pornô, teria tanta pancadaria? NÃO! Porque as próprias mulheres são machistas. O homem vê o outro no pornô e fala que mandou bem. A mulher vê a prostituta e se sente incomodada. Vamos mudar logo essa cultura, porque quem não gosta de puta, não gosta de gay, de comunista, de judeu, de aleijado.
Levem a discussão lá pro blog da Lola. Já fui no link e vi que ela escancara e fala sobre tudo. É lá que o debate pega fogo.
E se você for cristão, lembre-se qual era a profissão da santa Maria Madalena. E nem o Nosso Senhor Jesus Cristo condenou. Pense nisso.

Anônimo disse...

Sinceramente ela faz o que quiser com corpo dela afinal corpo é dela admiro muito sua coragem afinal vivemos numa sociedade totalmente preconceituosa e machista. Cada um faz suas escolhas se ela escolheu isso qual problema? não vejo problema nenhum sou mulher importante é fazer aquilo que gosta e se ela escolheu isso porque ela gosta e quis infelizmente muitas pessoas não entende isso porque acha que mulheres não podem mostrar q gostam de sexo já acha q vadiazinha vale lembrar que prostituição não é crime

Anônimo disse...

Ahaha....gostei. Mas vejamos por outro lado,ela é uma puta estudada e poliglota né.

ﯼαm ♪ disse...

O que mais me impressiona nesse post é que basta escrever sobre uma mulher que muitos comentam, inclusive sob anonimidade. Agora dá uma olhada no excelente post do Feliciano, sobre o que anda acontecendo com a nossa sociedade, o que as pessoas que nos representam andam fazendo de mal, quase ninguém comentou. Até parece que não se importam que uma pessoa com esses ideais esteja na Comissão de Direitos Humanos, como se esse fosse um assunto sem graça e uma acompanhante tivesse mais respaldo para atrair a atenção pública.
A Lola é uma mulher livre, como qualquer ser humano e o que ela faz não é crime. São decisões que cabem à ela (tatuar Harley D., estudar idiomas, letras, acasalar com seja lá quem for de graça ou por dinheiro).
Esse mundo me espanta!
Que a força esteja conosco \,,/

Anônimo disse...

Caros editores e leitores deste blog.
Após tudo que li aqui e em outras matérias, vejo-me forçado a escrever algo sobre Lola Benvenutti.
Ao lerem, irão compreender o porquê de eu assinar como "anônimo".
Estive com Lola no final do ano passado. Saio raramente com prostitutas, e a vi em um site de acompanhantes chamado Spartanas.
Atraiu minha atenção não por formação ou educação. É um tipo de mulher diferente, que me aguçou a imaginação. Pareceu-me uma "rebelde", e quis fazer sexo com ela. Só por isso.
Sem entrar em muitos detalhes, ela veio até onde eu estava, e era tão ou mais atraente que no site.
Comecei a ficar impressionado quando começou a conversar. Eu esperava aquele clima típico do "pré-sexo", mas acabamos conversando e relaxando como velhos conhecidos. No sexo em si, foi surpreendente ver como ela realmente gosta do que faz. Fora as posições e variações, a excitação veio muito mais do prazer que ela visivelmente sentia.
Sou casado há anos, e amo minha esposa APESAR da nossa vida sexual morna. Já busquei ajuda com terapeutas, psicólogos de casais, mas nunca consegui mais do que o sexo semanal com dia e hora marcados, posições definidas e total previsibilidade. Assim, acho mais justo pagar uma profissional com quem não terei nenhum envolvimento emocional, do que um caso extraconjugal.
Em suma. Mulheres como Lola tem um papel mais importante do que muitos pensam. Talvez seja uma "maldição" a necessidade sexual, mas ela existe. E o que fazer quando há amor em um relacionamento, mas o sexo não é bom? tentar de tudo? Sim, tentei de tudo. Tenho muitos amigos, com os quais converso sobre tudo, e nenhum deles está 100% satisfeito sexualmente com suas parceiras.
Creio que estamos chegando em um ponto que vai colocar por terra nossas noções de monogamia e fidelidade. O amor e o sexo nem sempre andam juntos, e nós humanos precisamos de ambos para nossa felicidade. Digo, humanos normais.
Como profissional, Lola Benvenutti é uma exceção, pois sente e transmite um prazer que suas colegas não conseguem. Prostitutas geralmente o fazem porque são forçadas por motivos econômicos. Na sua maioria tem vícios em drogas, problemas sexuais e até mesmo ódio de seus clientes. O extremo oposto do que senti com Lola, pois após o sexo, ficamos abraçados em silêncio por vários minutos, o que fez com que o programa me satisfizesse de corpo e alma.
Estive na Europa e vi prostitutas com carteira assinada, direitos respeitados e boa convivência com a sociedade. Mas no Brasil é BONITO que um homem casado tenha amante, mas feio quando se usa uma profissional que só vai cumprir o prometido, sem nenhum tipo de ligação emocional.
Obrigado pelo espaço para o desabafo. Confesso que não sou do tipo que gosta de rock, motos, tatuagens, mas achei este espaço muito divertido e informativo, no caso de reportagens mais sérias, como a do deputado pastor que, com certeza, também deseja que Lola queime no inferno.
Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Claro que sexo e amor podem ser separados. Se vc sofre dessa necessidade de sexo, tudo bem se tua mulher também sofrer e fizer sexo sem amor com outro e depois ficar abraçada. Ou será que ainda acreditam que só homens precisam de sexo?
Caso a se pensar.

Michael disse...

Isso! isso! isso!
Finalmente uma anônima que entendeu o ponto de vista da Lola: UMA MULHER QUE PRECISA DE SEXO!
E é por isso que desejamos tanto mulheres como a Lola: elas amam sexo, precisam de sexo, admitem e fazem muuuuuito! A Lola cobra, mas a maioria não. Graças a Deus.
Se quer abraçar depois ou não pouco importa. O importante é foder, foder muito, foder com vontade, e gostar de foder!